siga por Email!

quarta-feira, 22 de julho de 2015

A nova “água de beber” da capoeira

Os tempos atuais estão trazendo um novo e irremediável formato para a capoeira.
Trata-se, assim, de sua nova água de beber, no sentido que os capoeiristas sempre buscaram. Ou seja, as fontes de saber dos velhos mestres, dos registros em músicas, imagens, vídeos e, principalmente na tradição oral que permeia a capoeira de tanta informação, desde os tempos imemoráveis quanto mais, principalmente, nos tempos mais recentes, onde a dinâmica no contexto das sociedades se emoldura a cada dia mais e mais um novo tempo de saberes, entre os quais, inevitavelmente, se encontra a nossa dileta Arte, a Capoeira.
Este texto busca trazer uma simples visualização do novo contexto onde a capoeira se encontra, onde mesmo sem perceber a maioria dos capoeiristas está submetido, sendo essa reflexão descompromissada, uma proposta de sistematização dessa nova realidade.
Sou especialista em informação, enquanto ciência e conhecimento acadêmico, contando também com algumas décadas de atuação na pragmática profissão que lida com esse conhecimento, seja como analista de sistemas, consultor de processos de negócios, líder de projetos estratégicos de informação e, principalmente, como Arquiteto de Informação, uma das profissões mais recentes do mercado da informática e da estratégia de atuação das organizações de todo porte.
Também professor universitário, apresento abaixo a visão de uma Arquitetura da Informação atual da capoeira, arte na qual já transito há mais de 40 anos, como praticante, estudioso e mestre.

Portanto, apenas como contribuição para a compreensão do fenômeno denominado Capoeira, o qual alcança hoje praticamente o planeta inteiro, foi que desenvolvi esta figura abaixo, a qual irei explicar um pouco mais.

A capoeira e suas novas água-de-beber


A parte superior da figura, traz um conjunto das principais forças que interferem na capoeira, tornando-a um fenômeno dinâmico, onde nota-se claramente um diálogo entre a tradição e as inovações pelas quais a mesma vem passando a cada novo momento de nossa época, não por coincidência a Era da Informação, tanto quanto inserida no contexto de uma Sociedade do Conhecimento.
Essas forças, aqui eleitas como as mais importantes, podem ser até contestadas por algum outro estudioso ou qualquer capoeirista, pois não tem a pretensão de ser a verdade definitiva, mas somente oferecer um modelo que permita essa compreensão de maneira mais clara e mais estruturada.
São elas apresentadas na postagem seguinte.


CONTINUA na postagem do dia 27-julho-2015, deste blog.

Nenhum comentário:

Postar um comentário